100 anos em 5 minutos

Ir em baixo

100 anos em 5 minutos

Mensagem por Seoulite em Ter Jun 21, 2016 12:53 am


100 anos em 5 minutos


O patriotismo exacerbado é uma das características mais sólidas da Coréia do Sul. Por onde quer que se olhe, bandeiras e figuras históricas da nação pontuam a paisagem. A composição em questão tem a premissa de facilitar o entendimento do contexto de Seoulite, além de informar os jogadores quanto às raízes do país que ambienta o RPG. Como ponto de partida, deve-se acentuar que a influência estadunidense sempre foi um diferencial na história da península, desde sua independência aos dias atuais. Os efeitos primários foram o reforço do espectro capitalista – e consequentemente meritocrático –, e também a inserção de valores culturais adversos aos tradicionais.


Os levantes revolucionários que consumiram a Coréia unificada na década de 20 foram recompensados, bem como seus protagonistas que lutavam pela independência do país que era dominado pelo Japão. A separação norte-sul península foi outorgada na mesma data da declaração de rendimento das tropas nipônicas, derrotadas pela Tríplice Aliança. No entanto, no início, a divisão iria ser temporária, até que os Estados Unidos, o Reino Unido, a União Soviética e a China pudessem arranjar uma nova administração para a Coréia, agora livre do imperalismo japonês.


Ainda assim, em fevereiro de 1945, forças norte-americanas desembarcaram em Incheon, no sul, e estabeleceram um governo militar. Embora um ano mais tarde um governo interino e uma legislação interna houvessem sido proclamados, os efeitos posteriores da colonização perpetuaram por décadas. O fator explica a atual aversão cultural e social da Coréia do Sul em relação ao Japão, mesmo que, ao fim da década de 40, eleições presidenciais indiretas ocorreram e legitimaram o primeiro presidente da Coréia. Enquanto isso, o norte anunciava um governo comunista e independente ao do sul. Medidas imediatas, como o confisco da propriedade privada e a reforma agrária, foram instauradas na Coréia do Norte.


Entre 1948 e 1987, a Coréia do Sul passou por contrastes diversos, de uma ditadura repressiva a levantes estudantis e assassinato de ditadores. As relações com o Japão foram estreitadas, mesmo que censuradas pela camada popular, e em meados da década de 80 a chamada Sexta República foi iniciada, mantida até os dias atuais. A premissa da nova república era apagar as mazelas do passado, revisando leis e decretos para atender as cláusulas democráticas.


Em contrapartida à conterrânea ao norte, a industrialização imediata – embora tardia –, havia encontrado um horizonte. Promovida essencialmente pela aliança política e militar com os Estados Unidos, a República da Coréia experimentava ascensões econômicas exponenciais, alcançando projeções internacionais ao sediar os Jogos Olímpicos em 1988. Com a rivalidade acirrada com a vizinha ao norte, o país passou por uma breve crise econômica durante os anos 90 no governo de Kim Young Sam, e distúrbios políticos em 1996 com a prisão de dois ex-presidentes ao serem indiciados por acusações ligadas a propinas e fundos ilegais.


Com o início do século XXI, reformas educacionais e a reconstrução de conglomerados industriais foram as insígnias do governo de Kim Dae Jung. O suporte extensivo do estado à tecnologia alavancou o país dentre os tigres asiáticos, propriedades culturais da Coréia foram registradas pela UNESCO como patrimônios do globo e os jogos da Copa do Mundo de 2002, sediados em conjunção ao Japão, atraíram três milhões de turistas para a península sul. Ao fim do mesmo ano, Roh Moo Hyun assumiu o cargo presidencial com suporte abrasador das gerações mais jovens, que clamavam por uma democracia com maior participação das massas.


Seguindo a linha de investimentos ao sistema educacional e a tecnologias inteligentes, a economia estagnou e um processo de impeachment contra o presidente foi à votação. Embora tenha sido brevemente afastado, Roh retomou a cadeira e governou até 2008. Em janeiro de 2009, investigações a cerca de pagamentos de propina e fraudes eleitorais durante o governo do presidente foram iniciadas, e ainda que o então ex-presidente e sua família tenham negado as acusações, Roh se suicidou em maio do mesmo ano.


A pior crise econômica desde 1997 caracterizou o governo de Lee Myung Bak, além da epidemia do vírus BSE originado do consumo de carne importada dos Estados Unidos. Em sua posse, o presidente havia vetado as trocas comerciais com o principal parceiro comercial, retomando-as em 2008. A decisão causou comoção nacional e uma onda de protestos se espalhou pelo país. Em 2010, Seoul foi palco da GSE20, onde potenciais soluções para a crise econômica mundial foram discutidas.


Como a primeira presidente feminina dentre as nações do sudeste asiático, Park Geun Hye foi eleita em 2013. Sob o forte suporte feminino e da massa popular, seu governo é marcado por falhas estruturais diversificadas. Em 2014, após o naufrágio de Sewol, a presidente anunciou a ruptura da guarda costeira, após o insucesso em resgatar mais vítimas do acidente onde 288 foram mortos, a maioria estudantes da Escola Secundária Danwon. Controvérsias ainda rondam o acidente, como por exemplo, a instrução de permanecerem sentados dada pela tripulação aos passageiros enquanto a embarcação afundava.


Intitulada a nação mais promissora do Sudeste Asiático, a Coréia do Sul continua experimentando crescimentos econômicos constantes, com picos nunca antes vistos. Investimentos a tecnologia, a cultura e principalmente a educação encaminham o país para um desenvolvimento progressivo, onde o êxodo rural é cada vez mais frequente. A popularização do entretenimento coreana, crescendo gradativamente desde o início do século, toma proporções internacionais, fascinando indivíduos ao redor do mundo pelo contraste urbano-tradicional do sul da península. Ainda assim, a propaganda exterior, de um país onde a violência é irrisória e a pobreza é uma realidade distante, mostra-se questionável.


avatar
Admin
Idade :
38

Data de inscrição :
19/06/2016

Dinheiro :
‎₩300

Mensagens :
12

Ver perfil do usuário
Ficha do personagem
Nome Completo:
Empresa a qual pertence:
Grupo: http://seoulite.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum